29 de set de 2014

Poesia - Uma vida, um poema



Por épocas distantes, livre e amando
De forma selvagem, como loba uivando
Raivosa, defendendo a história seu povo
Guerreira, temida pela força e valentia
Sábia rainha, maga, bruxa, feiticeira
Conhecedora dos segredos da terra
Da vida, dos sonhos e dos mortos
Uma vida entre aromas silvestres
Ao som da lira, suaves versos
Sob o luar prata no imenso infinito
Inebriada com néctar do doce vinho
Na clareira de uma floresta encantada
Com o fogo crepitando na fogueira
Homens, mulheres em danças sensuais
Mergulhando no tempo como se fosse único

Uma época, uma vida, um poema.