20 de out de 2014

Poesia - O Poeta é Livre



O poeta, um sonhador, vendedor de ilusões
Viajante entre a terra e estrelas do infinito
Nas asas das doces brisas dos quatro ventos
Com liberdade plena em qualquer época
O poeta mergulha nas emoções e sentimentos
Emerge na inspiração e sensibilidade da Alma
Realiza-se através da pena e pergaminho
Em doces palavras, ao falar de amor e quimeras
Das fantasias do Ego, guardadas em segredo
Que afloram em desejos de uma realidade plena
O Poeta é livre, sem compromissos e amarras
Um barco que desliza pelo mar da saudade
Sem bússola, sem leme, a vela é o instante.

Beijokas aos Poetas por seu dia.