28 de nov de 2014

Poesia - Há um tempo...



Há um tempo sem escolhas,
Para  ocorrer o primeiro vagido
Ou, para o estertor final da vida
Para plantar sementes das metas
Na fértil lavoura da esperança
Para vencer lutas desgastantes
E colher os louros das vitórias
Há um tempo definido,
Para moldar a obra da existência
Desvendar o mistério de sua essência
Valorizar oportunidades para sorrisos´
Por todos os sonhos realizados
Ser sábio para conviver com a sina
Ultrapassar desafios e infortúnios
Há um tempo aleatório,
Onde  Chronos, inexoravelmente
Permite lembranças esparsas
Só monólogos com a memória.

Poemas - Felicidade


Poetrix - Tempestade


Poetrix - Devaneio


Haikais 824


Haikais 823


Reflexão - Homem evoluído


24 de nov de 2014

Poema - A beleza exterior


Haikais 821


Haikais 820


Poetrix - Tempo


Poetrix - Primavera


Indrisos - O Relógio


Poemas - Enigmas


Reflexão - Paz


7 de nov de 2014

Poesias - Peregrino da Noite



Com passos cansados,
Respiração ofegante
Entre as idas e vindas
Caminha o peregrino
Nas brumas da escuridão
Um homem sem nome
Com a garganta travada
Um débil sopro de vida
Sem temer o vento forte
A chuva que encharca
As parcas vestimentas
Lá vai ele, o peregrino lá vai
Esfolando pés nos cascalhos
Para um encontro marcado
Com o inevitável, juízo final.



Poemas - A Busca


Reflexões - O fracasso


3 de nov de 2014

Crônica - Karma Nacional

Assistindo as últimas notícias da noite na TV tentei analisar o que acontece em nosso país, através de meu conhecimento espiritual. Sim existe lógica, pois um Município, Estado ou País é formado por duas geografias, a primeira, o universo físico, conhecido como natureza e a segunda, geografia humanística, o indivíduo com seu Karma individual e seu Livre Arbítrio entre pensamentos, palavras e obras. Estas energias se conectam ou se afastam de acordo com os acontecimentos, onde percepções, sensações e emoções oscilam conforme o interesse individual ou coletivo.

As emoções humanas estão ligadas ao elemento água, na natureza este elemento se manifesta através das chuvas, inundações, rios e lagos com níveis elevados, geleiras derretendo, água se esvaindo entre veios da terra, emoções desordenadas, onde cada homem crê em sua ideologia e esquece que energias antagônicas liberam conflitos. Desta forma, o Karma é acrescido e cada cidadão, entre dores e dissabores, se afasta do verdadeiro caminho da paz e igualdade, ou seja, da evolução Kármica nacional.

Reflexões - Previsões