31 de dez de 2014

Aos amigos desejo um Feliz 2015



Chegou 2015, Feliz Ano Novo 
Vamos recebê-lo com grande magia
Como sou uma pessoa solidária
Ajudarei com muito amor e carinho
Peça licença ao Elemento Terra
Junte gravetos dos bosques e florestas
Vamos chamar o Elemento Fogo
Para a lenha com maestria acender
Coloque em cima o caldeirão da bruxa
Chamaremos o Elemento Água para encher
Murmurem pedidos ao Elemento Ar
Para que as brasas não deixem de arder
Agora é o ápice da poção mágica
Fadas chegam trazendo flores perfumadas
Duendes carregam as raízes encantadas
Gnomos trazem uma cesta de cristais
As Ondinas no lago entoam seus cantos
E os Elfos levitando nos sopram a paz
A Alquimia da poção ferve até a ebulição
Agora você deve acrescentar em dosagens
Esperança amor, paixão, união e saúde
Lembre da estabilidade e equilíbrio
O sucesso, a bonança e a prosperidade
Quase pronta, vamos dar o toque final
Desejar para seus semelhantes benesses
Na mesma proporção que deseja a si
Missão concluída, agora é só sorver
A receita mágica de 2015 para você.


Beijokas com carinho

21 de dez de 2014

Crônica - Boas Festas



Agradeço as visitas em meu espaço , amigos do Brasil, Alemanha, Rússia, França, Portugal, Estados Unidos, China, Japão, Ucrânia. Desejo Boas Festas e um 2015 abençoado. Beijokas com carinho.



                  Meus queridos amigos e amigas, mais um ano que finda e um novo ano adentra às nossas vidas, aos novos sonhos, as novas esperanças, pode ser rotulado de futuro, não àquele longínquo, mas o que nos é possível desvendar.
          Prepare-se para a grande festa, não a festa tradicional da virada, onde a gula se sobrepõe aos sentimentos, o luxo é símbolo de poder, as mulheres desfilam entre os frufrus das sedas e a ostentação em joias e os homens, entre suas taças de vinho conversam, sobre negócios e política.
             A grande festa é alimentada por energias benéficas onde os sentimentos nobres  se evidenciam através da fé e a caridade, pois cada homem é responsável por semear a igualdade e a paz entre seus pares. A grande festa é uma  viagem interior, onde o veículo sai da estação da consciência, viaja entre os labirintos do inconsciente para aportar na Alma, estação da Luz.

                Esta viagem pode demorar, pois cada homem tem seu tempo certo para despertar e renascer. Desta forma, cada instante em sua vida será de BOAS FESTAS.

Agradeço o mimo recebido dos Poetas e Escritores do Amor e da Paz.


15 de dez de 2014

Poesia - Proximidade



Quando te aproximas
Ardiloso e sensual
Definhas resistências
Com audácia seqüestras
A lógica e me torno insana
Batimentos aceleram,
A face ruboriza
Mãos gélidas crispam-se,
Você é fascinação e me encanta
Desperta a percepção e a sensação
O desejo selvagem que incendeia
São labaredas que explodem
E se consomem em paixão.

5 de dez de 2014

Poesia - Pranto



Pranto que sulca a face
Que perdeu viço e beleza
Desde que, em mensagens,
Como em conto de fadas,
No caminho te encontrei

Pranto silencioso escorre
Quando meu pensamento,
Sem direção definida,
Perde-se no tempo
Entre idas e vindas,

Pranto que dilacera a alma
Em busca da cumplicidade
Em sonhos compartilhados
Doces ilusões e esperanças
Para um novo amanhecer,

Hoje cumprindo a sina
Resta apenas o sentimento
E uma grande certeza,
De que a vida inteira
Esperei por você.

Reflexão - A natureza


1 de dez de 2014

Crônica - Verbos

Na atualidade, as conjugações verbais transmitem mensagens que alteram o humor do indivíduo. O Verbo serve o bem e o mal em sua oralidade ou escrita. Os meios de comunicação são habilidosos em informar, descrever e narrar. Informa-se o mínimo e se oculta a verdade ou descreve-se fatos polêmicos irrelevantes e os relevantes ficam engavetados. Narrações são extremamente hábeis, pois a entonação na voz, ativa ou passiva conduz à reflexão. E assim decorrem às 24hs e o homem, através dos meios de comunicação de sua preferência alimenta emoções com fatos desgastantes.

A etapa da Copa virou um ciclo do passado, o carnaval está distante e o que resta? O Teatro da Política, onde o enredo da peça é a corrupção em diversos níveis, os atores são os politiqueiros escolhidos pelo povo e a plateia representada por uma sociedade usada como  marionete pelo sistema.

Desta forma, o indivíduo tem sempre oportunidade para conjugar os verbos em seus tempos: passado, presente e futuro até que o carnaval chegue e a peça em cartaz encerre sua temporada, pois será tempo de pandeiro e cuíca, um bom samba e lazer, por sinal é disso que um número bem expressivo de brasileiros gostam.        

Reflexão - Sorte