17 de abr de 2015

Poesia - Aspirações


Um mergulho na brisa dos ventos
Nos desejos que afloram incontidos
Na plenitude da senda dos desejos
Sem temer intempéries e desafios
Planando na essência da existência
Em floradas que exalam fragrâncias
No êxtase das realizações plenas
Nas águas cristalinas das cascatas
Nas pétalas macias e coloridas
Em emoções que foram subtraídas
Ciente que a Alma não naufraga
Apenas busca o porto da esperança
Onde atracam naus da emoção onírica.




Poesia - Renascer



Aqui estou despida das máscaras
Que por longo tempo ocultaram a face
Marcada por vicissitudes do tempo
Alternadas entre ferro, ouro e prata

Aqui estou, desnuda até o avesso
Disposta a curar velhas cicatrizes
Produzidas pela severa autocrítica
Que não me permitiu ter vida

Aqui estou, apta para transmutar
Livre de tabus e preconceitos
Pela primeira vez me conheço
Renasci e floresceu a essência

Aqui estou, na escolha de metas
Para viver o tempo que me resta
Se agrado ou não, o que importa
Me proponho apenas ser autêntica.

10 de abr de 2015

Poesia - O silêncio



O silêncio constrói
Em pensamentos
Castelos suntuosos
Onde confinamos
Palavras, emoções
Desejos da Alma
Ou,
Incineramos esperanças
Sonhos inverossímeis
Com labaredas atiçadas
Por realidade e certezas
O transmutar de sentimentos
Em ruínas e pó.

7 de abr de 2015

Poesia - Existência






 Nascimento,
Um choro
Ciclo que inicia
Arquiteto da vida
Percorre o tempo
Que não dá tréguas
No dédalo das quimeras

Juventude,
Primavera, energia
Fragrâncias florais
Segredos, mistérios
Caminhos entrelaçados
Sementes de esperanças
Capítulos de fantasias

Velhice,
Lágrimas que se esvanecem
Temporada melancolia
A travessia no instante
Após  choro e suspiro
A sentença, realidade
Destino é a eternidade.






1 de abr de 2015

Crônica - Falando em Páscoa

Páscoa é uma palavra hebraica que significa "libertação" e seu ritual é passado através das gerações. Representa a busca pelo conhecimento, a renovação dos nossos propósitos mais nobres na evolução espiritual, os princípios éticos e morais. Páscoa é tempo de romper com o alimento da infelicidade, egoísmo, orgulho, vaidade, preconceito, mentira, discussão, violência, exploração, desequilíbrio, frustração, atributos por nós desenvolvidos.  Páscoa é a reforma íntima, quando o estagnado se desfaz e o renascer se faz presente, a liberdade na existência para vivenciar a prática da caridade e amor, instrumentos que levam à paz universal.

Seja qual for sua fé use este tempo para renovar sua essência e permitir que, germine sementes plantadas no espírito ao reencarnar, não só em tempo de Páscoa, mas a cada instante de sua existência.