20 de jun de 2015

Poesia - Adeus outono



Bagagens prontas
Apenas folhas mortas
Soluços entrecortados
Assobios do vento
Sinos que tangem
Olho o firmamento
Triste e cinzento
O cair da tarde
Lânguido e monótono
Estação da despedida
Outono diz adeus à vida
Abraça o horizonte
Entre a neblina cinzenta
Lágrimas e uma silhueta
Um suspiro em solene silêncio.