29 de ago de 2015

Poesia - Cenário



Jardins de inverno esmaecidos
Flores em luta com o vento
Que joga pétalas ao chão
Sombras recortam o dia
Sombras tingem a noite
Veredas, onde árvores
São fustigadas pela chuva
Pela neve que as veste
Tudo é frio, tudo é cinza
A hora reflete a palidez
Os segundos se arrastam
E os pêndulos da vida, congelados
São envolvidos pelo silêncio tímido.