20 de mar de 2015

Crônica - Tempo de Outono

Outono é a minha estação, onde cores se mesclam, tons sobre tons propiciam fascínio. É um ciclo de ajustes, quando as árvores desnudam-se sem pudor e permitem, que suas folhas secas se escondam nas dobras do tempo, entre brisas e ventos. Tempo do orvalho que umedece a relva queimada pelo verão, aromas que exalam de frutos saborosos que nutrem a vida. É um tempo de encanto e magia, um convite ao mergulho na solidão e nostalgia, pois sentimentos arrefecem, a inconstância se faz presente entre felicidade, tristeza, alegria, sorrisos, lágrimas, certeza, incertezas, verdade, mentira e a viagem, no labirinto da memória, nos leva à rota de lembranças e saudade de inefáveis momentos.