7 de abr de 2015

Poesia - Existência






 Nascimento,
Um choro
Ciclo que inicia
Arquiteto da vida
Percorre o tempo
Que não dá tréguas
No dédalo das quimeras

Juventude,
Primavera, energia
Fragrâncias florais
Segredos, mistérios
Caminhos entrelaçados
Sementes de esperanças
Capítulos de fantasias

Velhice,
Lágrimas que se esvanecem
Temporada melancolia
A travessia no instante
Após  choro e suspiro
A sentença, realidade
Destino é a eternidade.