23 de jul de 2015

Poesia - Travessia do Tempo




Soma de segundos, minutos e horas
Indomável, invisível, que flui em si
Desafia a vida, desafia a morte
Habita o ontem, o hoje, o amanhã
Sonoridade no pêndulo da mente
Um alerta para a estagnação presente
Tudo pulsa pois é tempo de depuração
Fazer a travessia com a consciência
Que somos proprietários apenas

De um exíguo tempo interior.

Poema - Inverno