17 de out de 2015

Poesia - Anoitecer



O sol, mansamente, declina no horizonte
Em ritual mágico e de intensa beleza
Permite que a noite se anuncie
Cubra a terra alterando as cores da natureza
Em degrade com suaves nuances do arco-íris 
Momento em que sonho e realidade se mesclam
De mãos dadas, verso e prosa, fazem uma canção
A passarada busca abrigo em seus ninhos
Os seres buscam abrigo em seus lares
A Alma imortal, sua essência renova
O firmamento recebe as estrelas ordenadas
Que formam um fino tapete iluminado
Para abrigar a Lua e seus sonhos de amor.




Haikais 904


Haikais 903


Poetrix - Sentimentos


Poesia - A mente