4 de dez de 2015

Poesia - Ilusão


Voa nas asas da imaginação
Coberta por véus de mistérios
Residente na cidade dos sonhos
Onde o Eu reina só,
Possui uma energia própria
Não é escrava do acaso
É compartilhada com Almas
Chamadas de solidão,
Torna-se musa da inspiração
Com todos os sincronismos
Como tela colorida
Da magia e sedução,
Descortina o caminho da esperança
É expressa entre versos e prosas
No horizonte da poesia
Pois a cada letra, a cada linha,
Toma forma e, mesmo sutil,
A ilusão é plena e só minha.


Indrisos - Primavera Melódica


Haikais 912


Haikais 911


Poetrix - Quimeras


Poema - Luar de Prata