3 de out de 2016

Crônica - Golpe, Eleições de outubro/2016

O golpe tão anunciado ocorreu e foi dado pelo povo que despertou e saiu de seu berço esplêndido. Mostrou nas ruas a insatisfação com a corrupção e um regime anárquico e nas urnas, o que deseja e espera dos futuros  governantes. Ninguém mais segura a sociedade, pois ela estará alerta aos feitos dos Prefeitos escolhidos e  exigirá o exercício de políticas públicas,  programas, ações e atividades desenvolvidas pelo Município, com a participação de entes públicos ou privados, que visam assegurar direitos de cidadania, nos aspectos social, cultural, étnico e econômico, alicerces de uma sociedade.

Sabe-se que cada Prefeito traçará metas diferentes de acordo com a necessidade de sua cidade e que necessita, não só do apoio dos Vereadores eleitos como, do povo que o elegeu, pois uma expressiva votação indica, confiança do cidadão no candidato. Os eleitores provaram que a ideologia partidária é fantasia, não importa a cor da bandeira e sim, o que o político poderá projetar para uma cidade enquanto exercer seu cargo.